O que você não viu no clipe “Ocean”, de Alok

Uma análise de Ocean do Alok, o clipe que pode ser um marco na carreira do DJ. Aqui nós vamos olhar as referências e inspirações no vídeo.

Quando o Alok lançou o clipe de “Ocean”, não demorou muito para vir à tona a história por trás da música. Além de emoção, o vídeo impressionou pela beleza e quantidade de detalhes. Como você já deve saber sobre a história (ao menos que você esteve em uma caverna nos últimos dois meses), eu vou te mostrar o que você não viu.

Confira o clipe aqui: 

 

 

Tá, mas eu estive em uma caverna, como é essa história?

Querido leitor: O Alok tinha uma fã de 12 anos chamada Ana Paula. A menina estava em estado terminal de câncer e tinha apenas dois sonhos: conhecer o mar e o Dj. Ao descobrir do caso, o Alok, um cara muito humano, correu para tentar realizar os sonhos dela. Após a morte da Ana Paula, ele colocou todos os sentimentos nessa canção (que eu quase choro toda vez que escuto) e comoveu muita gente – nesse meio tempo teve inclusive apresentador “consagrado” se aproveitando da situação para pegar audiência (Alô, Datena! Aquele abraço).

Para mais  detalhes, eis o vídeo do próprio Alok contando suas motivações:

 

Um ótimo elenco para um grande projeto

 

Antes de analisar as referências do clipe, é importante dar uma olhada no time convocado. Além de repetir a parceria com Zeeba (Hear Me Now) e IRO (Me and you), na frente das lentes tem SÓ Rodrigo Santoro, Marina Ruy Barbosa e Maria Manoella (aliás, elas estão naquela novela “um pouco” parecida com Game Of Thrones). A direção é com Thiago Eva que trabalhou no clipe de “Camiseta” da Manu Gavassi.

 

 

A cor azul e vários elementos ligados à água aparecem no clipe

Depois de eu assistir o clipe por várias vezes, não restou dúvidas que existiu um cuidado para representar a água mesmo quando não tem água. A cor predominante é o azul: tem roupa azul, cenário azul, filtro azul, tudo azul.

 

 

 

Porém isso é só o começo. Quando eu vi o desenho que o personagem faz, eu fiquei encantado, mas me perguntei: por que ele fez assim? Remetendo ao tema principal, o desenho tem diversos traços de aquarela, uma tinta que a técnica depende da água.

Aliás, tem uma baleia jubarte ali e ela aparece diversas vezes no clipe. Alguns fãs comentaram que a baleia simboliza o fardo, o peso a ser carregado, é provável, mas acredito que vai além. Senta que lá vem a aula de biologia: segundo o Projeto Baleia Jubarte, esses animais  têm uma forte ligação com a música. Além das canções serem formadas por frases repetidas em sequência, como um refrão, as jubartes de diferentes lugares conseguem cantar melodias únicas.

 

Ocean pode levar Alok ao Top 10

Esta é uma das músicas mais especiais do Alok. Ao colocar piano, violão e violino na estrutura de Ocean, ele torna a melodia mais natural. O bpm (batida por minuto) também é um pouco mais lento, contribuindo para a vibe da música. Com a finalidade de conquistar espaço, com tudo isso, fica claro a capacidade dele se reinventar e produzir diferentes estilos de músicas eletrônicas, como uma tal de Beyoncé que te faz dançar e dez minutos depois te joga na bad. Afinal, a votação do Top 100 DJ Mag começou. Com tudo que o Alok demonstrou em Ocean, ele vem forte para entrar no top 10.

E aí, o que achou do clipe? Encontraram mais teorias? Comentem aí e bora viajar juntos!

 

Matéria feita por Éverton Barbosa.

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Jornalista.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.