Como brigar e sair por cima com tapa de luva

O melhor jeito de sair por cima de uma briga é sendo nobre. O mágico tapa de luva exige muito autocontrole, raiva e classe.

Ser nobre hoje em dia é provavelmente a coisa mais difícil que pode ser feita. Não estou dizendo que é impossível, mas que é necessário um grande controle emocional para dar um tapa de luva. Numa época de “se me atacar, vou atacar”, o autocontrole que te coloca numa posição superior é muito difícil.

 

O dilema do tapa de luva

Por um lado, você quer arrastar a cara de quem te insultou no chão. Por outro, fazer pose de superior pode afetar muito mais azinimiga. A posição de superioridade que você assume tem que ser MUITO bem feita, senão nem adianta fazer.

No Cafezinho de hoje, descobrimos que quem é campeão de dar tapas de luva é o Edu. Para quem não sabe, o Edu é uma pessoa muito rancorosa e controlada. Portanto, ele se torna a melhor combinação de gentleman que solta veneno com classe. Já a Simone dá murro de luva, por causa que seu temperamento direto não permite tanto controle da raiva. Por fim, o Bivis… bom, ele é o cara que explica essa arte:

 

Falamos de muitos casos dos nossos ouvintes e ficou claro que alguns são muito mais Team Edu e outros Team Simone. Escute todos os casos do programa aqui e descubra quando eles tiveram que dar um tapa de luva nos inimigos.

 

O caso clássico de tapa de luva

Sua amiga está muito apaixonada pelo namorado. Porém, você sabe que o moço não é flor que se cheire. Você avisa ela para ficar ligada e ela não te dá ouvidos. A amiga pega ele traindo. Depois de choros, lágrimas e lamentações do Facebook, ele pede pra voltar e em seguida ela aceita. Já que isso aconteceu, o que ela é? Trouxa. Ela sabe? Sabe. Você vai lá e avisa que ela vai quebrar a cara de novo. Ela não acredita DE NOVO. O que acontece? O que você já sabia.

Agora você só tem uma frase: “Eu te disse”.

 

luva

O melhor caso dos ouvintes

Uma das ouvintes sofreu muito em seu casamento e resolveu se separar. O problema: o marido não queria sair da casa da mãe porque dizia que não teriam dinheiro para se sustentar. Agora divorciada, mora sozinha com o filho, não apenas consegue manter a casa tão bem que tem grana para babá e para um lanche no McDonalds de vez em quando.

 

luva 1

 

 

 

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Estudante de jornalismo.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.