Dia Internacional da Música: confira a nossa lista de hits que marcaram a história

Beyoncé, Lady Gaga, Avril Lavigne, Arctic Monkeys e Coldplay: quantas vezes uma música deles fez parte do seu dia desde os anos 2000?

Quando falamos sobre os anos 2000 um dos grandes marcos foi o boom de músicas que marcaram o início do milênio e tornaram-se referência no ramo musical. Do pop ao punk, do samba ao emo, do funk ao hip hop: o que não faltou foi música.

A produção musical trouxe hits como “Crazy in Love”, da Beyoncé, no início da sua carreira solo, “Umbrella”, da Rihanna, fazendo com que Riri ganhasse do mundo e “Born This Way”, da Lady Gaga, que lançou uma sequência de “hinos” como “Just Dance” e “Paparazzi”. Em 2002, com uma pegada pop/rock, Avril Lavigne lançou o seu primeiro álbum “Let Go”, com a conhecida “Sk8er Boy” e vendeu 20 milhões de cópias, ao mesmo tempo bandas como Linkin Park, Slipknot e Evanescence popularizam o nu metal, derivado do heavy metal, que mistura metal e elementos como o hip-hop. Na mesma época Amy Winehouse iniciava sua trajetória na música.

Ao mesmo tempo, os fãs de Britney Spears viram a princesinha do pop amadurecer e trazer álbuns como “In The Zone”, “Blackout” e “Circus”, marcando a nova fase da carreira da cantora. O gênero também foi atingido por nomes como Lady Gaga, com músicas como “Just Dance” e “Born This Way”, e Katy Perry viraliza com “Kised the Girl” e “Hot n Cold”. O rap está novamente em cena, com Eminem e 50 Cent liderando as paradas.

A época também abriu as portas para o retorno do rock alternativo com nomes como Muse, U2 e Foo Fighters, os dois últimos já conhecidos desde a década de 80 e 90. Foi também o momento do Coldplay entrar em cena com o primeiro disco “Parachutes”. A banda britânica tornou-se uma dos mais bem-sucedidas do século. Na mesma época é apresentado ao mundo nomes do indie rock, popularizando bandas como White Stripes, Arctic Monkeys, Strokes e My Chemical Romance.

 

Relembre alguns destaques:

Em 2003 quando o hit foi lançado Beyoncé não acreditava que seria o sucesso que foi, a cantora achava que a música seria complexa para o público. Mal sabia ela que os 3 min e 51 segundos de “Crazy In Love” seriam referência até hoje, 18 anos depois de seu lançamento. Segundo a revista Rolling Stone, que listou as 100 melhores músicas do século XXI em junho de 2018, a canção fica em primeiro lugar, na frente de Pharrell Williams, Green Day, Radiohead e Eminem.

O segundo hit do álbum “Let Go”, alcançou a 10ª posição da Billboard Hot 100, e ficou em 1° lugar na Pop Songs dos EUA. No Brasil, a canção recebe o Disco de Platina, devido aos mais 100 mil downloads pagos. Nos Estados Unidos, Avril garantiu o Disco de Ouro com mais de 500 mil cópias vendidas só no país.

O single de estreia do álbum “Fallen” , “Bring Me to Life” ficou na quinta posição da Billborad Hot 100 dos EUA. Na Austrália, Itália e Reino Unido liderou nas rádios. Em 2004, 2009 e 2011 o hit retornou as listas das mais tocadas.

A música foi lançada em 2008 e ficou entre as dez primeiras posições na Austrália, Canadá, Estados Unidos, Nova Zelândia e na Dinamarca. O hit está entre os mais vendidos de todos os tempos, tendo cinco milhões e meio de cópias registradas no mundo.

“Just Dance” foi a porta de entrada de Lady Gaga, primeira música lançada do álbum “The Fame”, em 2008. Em 2009 alcançou o primeiro lugar na Billboard Hot 100. O single tornou-se o mais vendido digitalmente nos Estados Unidos e chegou a render mais de 7,7 milhões de cópias no mundo todo.

Lançado em 2000, o segundo single de “Parachutes” chegou ao quarto lugar no UK Singles Chart, abrindo espaço para a banda entrar no seu primeiro Top 5 no Reino Unido. Após seu lançamento “Yellow” foi utilizada em promoções e com a sua popularização a canção já foi regravada foi inumeros artistas.

“R U Mine?” foi lançada em 2012, estreando em vigésimo terceiro lugar nas paradas britânicas. A música ganhou uma edição em vinil em fevereiro de 2012. Antes disso, o hit “Crying Lightning”, de 2009, alcançou a décima segunda posição.

 

De 2000 e tantos para 2018

Nesses 18 anos muitos sucessos fizeram parte do dia a dia de todos, destacamos alguns: Beyoncé lançou em 2016 o álbum “Lemonade”, que rendeu 653 mil cópias. A banda Evanescence lançou em 2017 o “Synthesis”, retomando trabalhos antigos da banda com arranjos diferenciados. Já “Glory”, da Britney Spears, veio em 2016 e reuniu pop e dance-pop. Após o sucesso de “Viva la Vida”, Coldplay lançou seis álbuns, sendo o último em 2015, “A Head Full of Dreams”. Com seis discos circulando, Arctic Monkeys lançou seu último álbum em maio de 2018 “Tranquility Base Hotel & Cassino”, o novo trabalho trouxe ao público músicas como “She Looks Like” e “Golden Trunks”.

 

Um foco especial

Lady Gaga tem surpreendido aos fãs e conquistando novos admiradores com seus trabalhos: o último álbum da cantora foi o “Joanne” (2016), o disco traz singles como “Perfect Illusion” e “Million Reasons”. Além do trabalhos musicais, Gaga arriscou pontas em séries televisivas como “American Horror Story” e em 2018 estreia nos cinemas no longa “Nasce uma Estrela”, ao lado de Bradley Cooper.

Lady Gaga e Bradley Copper, no longa “Nasce uma Estrela”. O filme trata sobre música, amor e fama.

Depois de 3 anos fora dos holofotes Avril Lavigne retorna às paradas com a “Head Above Water”, primeiro single do novo álbum. Antes disso Avril tinha feito breves aparições em 2014 e 2015, com as músicas: “Hello Kitty” (2014), “Give You What You Like” (2015) e “Fly” (2015). Esperamos que essa década seja tão boa quanto a que os jovens de 20 e poucos viveu – e com mais Gaga e Beyoncé, por favor.

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Jornalista.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.