Filmes de ação que você não sabia que eram romance

Hoje é o Dia dos Solteiros Ficarem Tristes. Com tanta exposição de amor, melosidades e coraçõezinhos por todo feed das […]

Hoje é o Dia dos Solteiros Ficarem Tristes. Com tanta exposição de amor, melosidades e coraçõezinhos por todo feed das redes sociais, o Dia dos Namorados chegou com tudo. Seja para reacender a chama ou por um desejo subconsciente de ter um relacionamento tão dramático e intenso quando os filmes, os filmes românticos são a principal pedida dos casais enamorados. Depois de vinho e chocolate.

Se você está cansado de ver filmes clichês e ainda assim querer ver um romance, separamos algumas ideias para você. Porque afinal, não é todo amor que é tão sem graça quanto o retratado em Homem-Aranha(2002), com Peter Parker (Tobey Maguire) e Mary Jane (Kirsten Dunst). O que ~surpreendentemente~ não impediu de eternizar o beijo entre o herói e a mulher mais sem graça do mundo mocinha.

 

E outra: você não precisa se envolver no chororô de “Diário de Uma Paixão”  (2004) para se sentir amadx. Claro que é um filme ótimo, mas sem tanta sofrência, né? Ainda que existam tão poucos casais com tanta química quanto Noah Jr (Ryan Gosling) e Allie (Rachel McAdams).

 

 

Isso não tem nada a ver com meu desejo platônico de dançar com o Antônio Banderas, muito menos em saber dançar no geral, mas: A Máscara do Zorro (1998) vai ser, para sempre para mim, o melhor filme de romance, seguido de Deadpool (2016). Duas cenas icônicas de Banderas Reynolds, os atores cujos heróis que dão nome aos filmes, podem provar porque penso isso.

 

Máscara do Zorro

Depois de ficar preso por 20 anos, o Zorro original, Don Diego de la Vega, recebe a notícia de que seu velho inimigo, Don Rafael Montero, voltou. Don Diego escapa e volta para sua antiga sede onde ele treina Alejandro Murrieta, um bêbado sem rumo, para ser seu sucessor. Enquanto isso, Montero, que secretamente criou a filha de Diego, Elena, como se fosse sua, traça um plano para roubar o ouro da Califórnia.

Entre toda a treta de família, Alejandro se apaixona por Elena. O amor deles só se torna mais intenso quando a moça começa a se apaixonar pelo mascarado Zorro, e ela, muito esperta, começa a desconfiar da identidade de Alejandro. A melhor cena de romance é essa: em que o casal começa a dançar enquanto Diego investiga a casa.

 

Wade Wilson é um ex-agente especial que passou a trabalhar como mercenário. Seu mundo é destruído quando um cientista maligno o tortura e o desfigura completamente. O experimento brutal transforma Wade em Deadpool, que ganha poderes especiais de cura e uma força aprimorada. Com a ajuda de aliados poderosos e um senso de humor mais desbocado e cínico do que nunca, o irreverente anti-herói usa habilidades e métodos violentos para se vingar do homem que quase acabou com a sua vida.
Parece brutal, mas no meio de muito sangue, piadas satíricas e habilidades quase ninja, Wade Wilson é provavelmente o herói mais romântico que existe. Caso você não tenha entendido muito isso na sinopse, acredite: toda a saga dele é porque ele foi diagnosticado com câncer, daí foi atrás do cara que o torturou e desconfigurou. Isso tudo para ficar curado e poder viver com seu amor, Vanessa. Quando ela é sequestrada, ele faz de tudo ~e mata todos ~que ficarem em seu caminho para salvá-la. Essa é a cena em que eles se conhecem e, invés de ter só uma noite com ela, resolve levá-la para sair (ative as legendas, pf).

 

Vale lembrar que só porque o seu amor não é sofrido ou meloso, não quer dizer que não é bom. A ideia é encontrar alguém que se encaixe, que te faça bem. Senão, não adianta nada namorar, né?

 

Claro que se você quiser, ainda pode ver filmes como “Cartas Para Julieta”. 

 

 

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Estudante de jornalismo.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.