Mãe de Neymar defende jogador após polêmica em campanha da Gillete

O problema foi que Neymar Jr tentou capitalizar em cima do público que já estava decepcionado com ele, através da nova campanha da Gillete.

Nem tudo é flores para Neymar Jr. Após a eliminação da Copa do Mundo, há três semanas, o craque só tem caído. Claro que não foi a melhor temporada dele. A melhor Copa. Ou a melhor década. Porém, se tem alguma coisa que Neymar sempre pareceu saber era campanha publicitária – e talvez o público estivesse errado. Ao menos é essa imagem que o jogador da seleção passou para o Brasil na última campanha da Gillete.

 

Entenda Neymar na Copa e na Gillete

Não é mistério para ninguém que passamos vergonha no mundo com o nosso maior craque se jogando no chão e rolando. E rolando. E chorando, toda vez que algum adversário o empurrava. Inegavelmente que acreditamos que Neymar realmente foi alvo de agressões na competição. Porém, é certo dizer que ele sentiu MUITA DOR – ou soube atuar melhor que a namorada Bruna Marquezine.

 

 

Todavia, o Brasil já aceitou que o Neymar é cai-cai e dramático. O problema foi que o jogador tentou capitalizar (ganhar dinheiro) em cima do público que já estava decepcionado com ele, através da nova campanha da Gillete. Ao se apresentar como “menino que está crescendo”, o jogador admite que exagera, mas que sofre dentro e fora de campo. O apelo emocional que utiliza vai além da expectativa que o povo tinha na Copa: ele afirma que luta para manter o menino vivo dentro de si, não dentro de campo – e por isso falha. No entanto, ignora o fato de ser o craque de uma seleção que não tem mais 19 anos. A ideia de campanha de superação é clara: só quem desmorona que consegue levantar.  Será que ele consegue levantar depois disso?

 

Sua mãe, Nadine, emitiu uma opinião no Instagram defendendo o jogador:

Muitas vezes em nossas vidas as coisas não saem como gostaríamos, principalmente nossos sonhos e desejos. As pessoas conhecem o nome Neymar Jr, mas a pessoa que é você, poucos conhecem. Somos humanos, somos falhos. É meu filho. O cair pode ser do homem, mas o levantar é de Deus!

 

Se esta é uma nova forma de consolar o “menino imaturo” que Neymar Jr diz ser, isso pode ser também um jeito de incentivar um comportamento irresponsável na narrativa da história do jogador.

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Jornalista.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.