O que fazer quando não gostamos do Carnaval

o-que-fazer-quando-nao-gostamos-do-carnaval

Se o mínimo pensamento em lugares lotados com gente suada e bêbada no calorão te deixa nervoso, Carnaval deve ser o inferno na Terra para você. É compreensível: nem todo mundo que nasceu sambando na barriga da mãe. Em compensação, você tem pelo menos quatro dias para fazer o que quiser. Agora, se estiver enlouquecendo com o excesso de tempo livre e sem saber o que fazer, confere essas ideias:

Fazer uma maratona de filmes clássicos

“Top Gun”, “Clube dos Cinco”, “Curtindo a Vida Adoidado” e “Gatinhas e Gatões” foram revolucionários nos anos 80, principalmente por expor a realidade sem censura dos jovens com permanentes e rockeiros. Você provavelmente vai encontrar a fonte das referências dos filmes de adolescentes atuais ao assistir esses clássicos e te garanto: vai ser fantástico.

Colocar uma série em dia

TODO MUNDO está falando de “La Casa de Papel”, mas você não é modinha e não quis assistir só de birra. Como você não vai pular Carnaval (seguir o bando), esse é o momento perfeito para assistir todos os episódios e ser diferentão.

Começar e terminar um livro em 4 dias

Duvido você ler “Senhor dos Aneis: a Sociedade do Anel” no Carnaval.

Reunir os amigos anti-carnaval para jogar RPG

Se sentindo nostálgico de Stranger Things, mas já viu as duas temporadas cerca de quatro vezes? Já pensou em jogar Dungeons and Dragons (D&D)? Contar com a sorte dos dados enquanto se vira lutando como Arcano, Druida, Mago ou Necromante é muito divertido se você tiver um Mestre (narrador do jogo) guiando as aventuras de um jeito zoado.

Aprender a fazer paletas mexicanas na travessa

É uma receita simples, mas que pode ser muito boa se fizer logo: visto que tem que ficar algumas horas no freezer. Confira a receita aqui.

Quando a gente trabalha com metas, o excesso de tempo se transforma em objetivos a serem alcançados em pouco tempo. Se instigar desta maneira pode fazer com que você encare essas ideias como uma gincana, se divertindo ao máximo mesmo do seu jeito antissocial (e antissuor).

 

Lembre-se:

Mantenha seu lado gótico trevoso vivo: nunca existe roupas pretas demais para usar no Carnaval.

 

Comments

comments