Porque ser criança deveria voltar à moda

Quando crescemos, deixamos para trás vários hábitos que tínhamos quando crianças. Porém é inegável que a vida era muito mais […]

Quando crescemos, deixamos para trás vários hábitos que tínhamos quando crianças. Porém é inegável que a vida era muito mais simples. Só que não precisa ser tão intenso: você não precisa escolher entre ser criança e simples ou adulto e responsável. Você pode se permitir voltar a ter a simplicidade de criança numa vida de adulto, se conseguir encontrar o equilíbrio. Pensando nisso, eis algumas ideias que poderíamos inserir na nossa vida de novo:

Jogar taco

Fim-de-semana jogando taco: marcar os pontos com um pedaço de madeira, garrafas de refrigerante cheias de areia e deixando o chinelo de dedo de lado para correr mais rápido. Hoje em dia você se reúne com seus amigos no máximo para jogar um futebol e tomar chimarrão – mas você sabe que NÃO É A MESMA COISA. Por isso que seria incrível reunir a galera periodicamente e fazer um torneio de taco.

Acordar cedo para assistir desenho

Sábado de manhã. Você só pensa em dormir até às 13h porque acorda cedo todos os dias por causa das – RESPONSABILIDADES DA VIDA ADULTA -. Mas resolver (e conseguir) acordar cedo para assistir Baby Loony Toonies e emendar um Dragon Ball, enquanto toma nescauzinho…É um hábito que não deveria ser restrito às crianças.

Dormir na sala e acordar na cama

Quem nunca ficou vendo desenho na sala até – pasmem – 22h30 e pegou no sono (sem perceber) e acordou na cama no outro dia? Coisa dos duendes mágicos. Agora imagina que eles te acompanharam na vida adulta e te levam para casa (mais especificamente sua caminha) toda vez que você dá PT na balada?

Fazer festa do pijama

Se reunir na casa dos amigos para brincar, ver filme e dormir hoje é basicamente impossível se não envolver álcool ou outras coisas se é que me entende. Agora, se reunir pra rolês de terceira série que se resumem em comer e ver filme, nunca mais.

Comprar brinquedos

Graças aos gênios da Marvel e da DC Comics que fizeram super-heróis serem populares para além do mundo nerd que você compra camisetas e miniaturas do Capitão América depois de adulto – sem sofrer preconceito. Se havia uma alegria em ser criança no shopping era ir nas lojas de brinquedos. O imaginário de aventuras estimulado por eles estimula a criatividade de uma forma louca – e talvez se você se permitisse comprar mais brinquedos agora, você teria mais ideias na sua área.

Falar verdades

Tem coisa melhor que criança desmentindo pai? Ou falando que você está feio? Não existe ser mais confiável no julgamento que criança. Por quê? Porque eles não tem motivo para mentir sobre uma opinião (a não ser que estejam escondendo algo dos pais, tipo que quebraram o vaso da tataravó), o que faz deles muito mais confiáveis. Talvez seja interessante adotar esse estilo de vida, não?

Eu te amo também, mas não gosto de você o tempo todoAcreditar em mágica

Tirar moeda da orelha, fazer um coelho sair da cartola e acreditar em Papai Noel pode te fazer parecer um otário hoje em dia, mas o mundo era muito mais divertido e colorido quando você confiava na magia da vida.

Fazer festa de aniversário com muitos negrinhos (e temática)

Ainda que hoje você seja “adulto” suficiente para beber, negrinho de festa de aniversário é muito melhor que cerveja – PRONTO, FALEI. Talvez se tivesse caipirinha e negrinho na festa, o mundo poderia ser muito melhor. AGORA IMAGINA ISSO TUDO COM VOCÊ VESTIDO DE BATMAN? Festas temáticas são as melhores.

Não ter vergonha (ou medo)

Não to dizendo para ser “sem vergonha” (isso vai ser interpretação sua). O ponto é que quando crianças, temos muito mais coragem para perguntar, se arriscar e se aventurar. Talvez por sermos inocentes (e não sabermos que se subirmos em uma casa da árvore só com uma mão, as chances de cair são BEM altas), nos permitimos imaginar e tentar fazer acontecer nossos sonhos.

 

E você, o que acha que deveria voltar para sua vida?

SOBRE O AUTOR

Ana Szezecinski

Aquela do sobrenome complicado e que usa protetor solar 50. Jornalista.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.