Reality shows e os efeitos na sociedade

Talk Mix procura compreender como o crescimento desse tipo de entretenimento vem impactando as pessoas

Os reality shows têm sido grandes apostas das emissoras de televisão brasileiras. A
pandemia impactou na gravação de muitas atrações e os programas da vida real
ganharam mais força. Recentemente, o que chamou a atenção foi a divulgação da
volta do reality “No Limite” na tela da Globo, que estreou em 2000 e foi o primeiro
programa deste tipo no Brasil. Como estratégia, a nova estreia vai acontecer uma
semana depois da final do Big Brother Brasil 21 e os participantes serão todos ex-
BBBs.

Além disso, os streamings também estão repletos de realities de diferentes
segmentos em seus catálogos. Ao longo do tempo, foi visto o desenvolvimento
dessas produções em diversas áreas, como gastronomia e música, o que tem sido
reforçado pelas emissoras de TV em conjunto com plataformas como Netflix e
Amazon Prime.

Mas como será que os realities têm impactado a sociedade? Para falar sobre o
assunto, os alunos de jornalismo da Ulbra Canoas, Julia Nadine Tews, Bruno Luiz
Ferreira Laux e Raiane Santos Araújo convidaram, para este episódio do Talk Mix,
Sérgio Paulo Fraga, professor de história e filosofia. Na conversa, ele comentou que
nós vivemos algo parecido com reality show, cada vez mais. “A gente dá pistas de
como queremos ser vistos e também fica muito claro, pela própria questão de como
a gente se mostra, que acabamos por ser identificados como um padrão, um
número ou um algoritmo”.

Ficou curioso? É só dar play para conferir a conversa completa!

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.