TOP 5 | Você precisa escutar estas músicas antes de votar!

Nós montamos um Top 5 para te ajudar nas Eleições 2018. De Cazuza a Rage Against The Machine, confira as […]

Nós montamos um Top 5 para te ajudar nas Eleições 2018. De Cazuza a Rage Against The Machine, confira as músicas que podem tornar o voto consciente.

Gostando ou não, chegou a época das eleições. Se você tem entre 18 e 70 anos, você é obrigado a votar. Aliás, até o fim de agosto, você já vai estar saturado de propagandas políticas (isso que a propaganda na TV começa só no dia 31). Como as votações acontecem no dia 7 de outubro, vai ter muito tempo para debates, promessas e soluções tiradas da cartola. Porém eu me preocupo com você, eu quero sua felicidade. Portanto, eu preparei cinco músicas para conscientizar e ajudar a abrir sua mente. Com este Top 5, eu vou tirar a população da miséria, aumentar o piso dos professores, diminuir o salário dos políticos, melhorar segurança e investir no SUS. Eu juro. Deus salve a América. (Este parágrafo contém grandes doses de ironia, consuma com moderação).

 

1# Cult Of Personality – Living Colour

Abrindo o Top 5, nós temos Living Colour é uma banda estadunidense de funk/hard rock/metal (não gosto de catalogar músicas, mas às vezes é preciso). A banda começou em 84, teve um hiato e voltou em 2000. A “Cult Of Personality” faz parte do álbum de estreia da banda, “Vivid”. Com um riff chiclete, solos de guitarras distorcidas e um bateria marcando bem o ritmo, a música passa uma mensagem importante. Ao longo dos versos, somos apresentados ao mau líder (I exploit you/You still love me?) e ao bom líder (You won’t have to follow me/Only  you can set you free). Além disso, a mensagem central da música parece ser uma crítica a como nós depositamos nossa fé em um salvador. Em geral, nós realmente achamos que apenas mudar um presidente resolverá tudo.  Aliás, este é um exemplo culto a personalidade.

 

2# Bullet In The Head – Rage Against The Machine

Continuando o Top 5, “Bullet In The Head” é sobre alienação. Enquanto aponta como as propagandas estão em todos os lugares querendo nos controlar (Every home was Alcatraz), a música compara este feito a uma bala na cabeça. Além de criticar esta morbidez, a ela questionam nossas brigas no facebook (fools follow rules when then set commands yas). Rage Against The Machine é uma banda estadunidense que mistura rap com metal, o que lembra Charlie Brown Jr. O grande diferencial da banda é o guitarrista Tom Morello. Além de ser formado em Ciências Política, ele utiliza uma técnica na guitarra que transforma ele ora em DJ, ora em guitarrista. Zack de La Rocha, o vocalista, também é cabeça da banda. Aliás, Morello é um dos boss no jogo Guitar Hero III: Legends Of Rock.

 

3# Fortunate Son – Creedence Clearwater Revival

Creedence Clearwater Revival é uma das bandas mais populares do country rock. Aliás, é o tipo de banda que tem música para todos os momentos da vida e todo mundo gosta. Todavia, “Fortunate Son” desponta quando o assunto é política. Usando como pano de fundo a convocação para a guerra no Vietnã, a música reclama dos privilégios de parte da sociedade (I’aint no senator’s son), enquanto outras camadas passam mal (How much we should given?/Then only answer/More! More! More!). Portanto, a música foi lançada em 1969, porém aponta problemas que são pauta nas nossas eleições: os privilégios políticos e militares.

 

4# Selvagem – Os Paralamas do Sucesso

“Selvagem” é faixa homônima de um álbum dos Paralamas do Sucesso . Em quatro estrofes, a música dá um panorama geral de situações diferentes no Brasil mas que se chocam. A polícia, o governo, a cidade e os negros. Além disso, ela trata de violência, mentira, negligência e injustiça respectivamente. “Selvagem” é de 1986, lá dos primórdios da banda. Ela tem um riff bem marcado e uma bateria presente, clássico do Paralamas do Sucesso (que é minha banda brasileira preferida). Ela ocupa o quarto lugar porque, além da mensagem, tem uma sonoridade parecida com as outras músicas deste Top 5 (eu já disse que Paralamas é a minha banda preferida?).

5# Brasil – Cazuza

Okay, chegamos no fim do Top 5, mas, na verdade, este é o início. Deixei “Brasil” do Cazuza por último, pois eu acredito que está música representa bem toda as outras brasileiras. Além dos versos fortes (Brasil!/Como é o teu negócio?/O nome do teu sócio?/ Confia em mim!), a música trata de corrupção. Inclusive, ela dá um toque sobre aquelas indicações de cargos como presente. Ao pesquisar sobre esta música, você vai chegar em Legião Urbana, Titãs e outras bandas que são trilha sonora do Brasil. Afinal, em algum momento você já deve ter se deparado com “Que País É Esse?” do Legião Urbana ou “Vossa Excelência” do Titãs.

Todas as músicas são do milênio passado

Infelizmente, nenhuma música do Top 5 foi produzida neste milênio. Digo infelizmente porque, se uma música de 50 anos atrás representa problemas atuais, quer dizer que não progredimos muito. Por isso, vote conscientemente em todos os cargos: Senadores, governadores, deputados e presidente. Nosso voto é nossa melhor arma para mudar, mas precisamos entender que todos os cargos são importantes. Estude a função de cada cargo, veja a ficha do seu candidato e reveja suas propostas . Aliás, votar em branco sempre é uma opção também.

E aí, gostou das indicações? Comenta aí o seu Top 5!

 

SOBRE O AUTOR

Everton Ferreira

Estudante de Jornalismo que acredita que sua vida é um roteiro de cinema.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.