Trilha sonora não é só música! Chega de confundir!

Você sabe a diferença entre trilha sonora, trilha musical e score? Não? Vem com a gente e para de fazer confusão na hora de conversar com os amigos!

Você sabe a diferença entre trilha sonora, trilha musical e score? Não? Vem com a gente e para de fazer confusão na hora de conversar com os amigos! Já sabe? Então vem relembrar alguns clássicos. Se tem uma coisa que dá bagunça na conversa é quando falamos de filmes é a trilha. Não adianta, a gente chama a trilha musical de trilha sonora, a trilha sonora de score e faz a maior caos. Portanto, hoje você não sai daqui sem aprender a diferenciar cada uma delas.

Como é essa coisa de trilha musical

A trilha musical nada mais é do que o que todo mundo chama de trilha sonora. Sabe aquela trilha da Disney que você canta achando que está no The Voice? Toda aquela empolgação com  “Hakuna Matata” que faz você não se importar de passar vergonha em público cantando em dueto (porque se é para passar vergonha em público, tem que ser com os amigos)? Isso é trilha musical! Todas as músicas que têm num filme são trilha musical. Ela pode ter sido feita exclusivamente para o filme (como “Into The Wild”, do Eddie Vedder), ou apenas utilizada pela obra (a versão de “Hurt” do Johnny Cash para o filme Logan).

Não importa, é trilha musical, entendeu? Trilha musical!!!

 

Tá, mas e a trilha sonora?

Por incrível que pareça, a trilha sonora é o mesmo que trilha musical (oi?) só que mais um pouco. Além das músicas, nós incluímos aqui o score, isto é, todos os sons que acontecem no filme: falas, batidas na porta, passos, tiros, explosões, etc. Ou seja, ele é o conjunto da obra, quando a música é incorporada pelo filme de fato. Na verdade, dentro da trilha sonora temos categorias bem separadas: a voz (as falas), os ruídos (sons ambientes), as músicas e o silêncio.

Sim, o silêncio! Por exemplo, nos filmes de terror, nada melhor para criar o clima de suspense. Aliás, dá para ver todos esses componentes nesta cena do Poderoso Chefão. Enquanto Don Michael batisma o seu afilhado, todos os seus inimigos são assassinados. Além do órgão como trilha musical, temos os efeitos sonoros nos tiros, gritos e batidas. Por fim, há um curto silêncio entre a pausa na música e as falas de Michael, o que aumenta o drama da cena.

– Em caso de problemas com sangue o Ministério da Saúde adiverte o consumo –

 

Os caras da trilha sonora

Se você começar a analisar as trilhas sonora dos filmes, vai ver que tem muita coisa boa. Porém, existem alguns nomes consagrados e que volta e meia você vai ouvir falar. Por exemplo, Hans Zimmer e John Williams. Estes dois travam uma verdadeira batalha de grandes obras. Todos têm pelo menos um filme que você escuta um tema e já lembra. Seja por um “tam tam tam tam, tananam nam nam nam” do Missão Impossível, ou uma Marcha Imperial que faz incorporar o Darth Vader em uma batalha do Star Wars. Esses caras ganharam diversos prêmios pelos seus trabalhos, porém isto aconteceu porque eles estavam mais ligados em criar uma identidade para o filme através da trilha sonora do que simplesmente ficarem famosos.

 

 

Outro cara importante é o Ennio Morricone. Todos os grandes filmes de faroeste, absolutamente todos, são feitas pelo Morricone (“Era Uma Vez no Oeste” e “Três Homens em Conflito”, por exemplo). Você pode até não gostar de um Bang-Bang, mas precisa admitir que as trilhas são demais. Só de escutar a música, você já consegue ouvir o feno rolando pela terra e aquelas cenas em que a câmera mostra um plano geral e em seguida fecha nos olhos dos personagens. Além daqueles longos momentos de tensão onde a câmera vai da espora para o revólver, do revólver para as mãos e nada acontece. Cara, e o barulho clássico do tiro de revólver? Pinhóóóón!

Para não fazer confusão nunca mais

Agora grava na cachola aí:

trilha musical são apenas as músicas;

score são os sons ambientes, efeitos e falas;

trilha sonora é a o score e a trilha musical.

SOBRE O AUTOR

Everton Ferreira

Estudante de Jornalismo que acredita que sua vida é um roteiro de cinema.

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.