Vendas de jogos crescem na quarentena e estúdios se adaptam ao home office

Lançamentos como ‘The Last of Us Part 2’, ‘Ghost of Tsushima’ e ‘Minecraft Dungeons’ passaram pela fase final de desenvolvimento […]

Lançamentos como ‘The Last of Us Part 2’, ‘Ghost of Tsushima’ e ‘Minecraft Dungeons’ passaram pela fase final de desenvolvimento de forma remota. Com o isolamento social, em março o consumo de videogames subiu 35%.

A quarentena tem mantido muitas pessoas em casa (ou deveria, né), com essa medida de distanciamento a indústria de games viu a procura aumentar de forma recorde no primeiro trimestre de 2020.

As vendas de jogos em março chegaram a US$ 1,6 bilhão, um número 35% maior do que o arrecadado no mesmo período de 2019, segundo a consultoria de mercado NPD.

Em maio, “Minecraft Dungeons” se tornou em alguns dias o jogo mais vendido na Switch. “Call of Duty: Warzone” também se tornou um dos games mais jogados nessa pandemia.

“The Last of Us Part 2” e “Ghost of Tsushima” eram dois dos jogos mais aguardados neste ano e ambos tiveram sua fase final concluída através de home office, afinal, os estúdios também precisaram se ajustar ao isolamento social. E os problemas com conexão de internet foram lembrados por desenvolvedores como a principal barreira dessa nova realidade.

Mas nem tudo são flores, entre as principais fabricantes de consoles, o cenário já é diferente. Tanto Sony quanto Microsoft já enfrentavam uma queda no interesse dos usuários. Isso porque, uma nova geração de consoles deve ser iniciada com o PlayStation 5 e o Xbox Series X.  Ambas as empresas mantêm o planejamento inicial para 2020, mas afirmam haver uma preocupação com os impactos que a pandemia vai causar financeiramente no mundo e que podem afastar o consumidor.

‘Iron Man VR’ vai ser lançado dia 3 de julho – Foto: Divulgação

E você? Quais são seus games favoritos nessa quarentena? Conta pra gente aqui nos comentários. 

Por: G1

SOBRE O AUTOR

Rádio Mix

COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.